STRATEGIC AGILITY

Agilidade Estratégica ou Strategic Agility é a capacidade da organização em identificar, aproveitar e atuar sob mudanças e oportunidades existentes no ecossistema de negócios onde atua, envolvendo o ambiente interno e externo.

Agilidade Estratégica consiste em permanecer competitivo, reconhecendo e capitalizando as oportunidades, bem como identificando ameaças potenciais e mitigando ou impedindo que elas se materializem.

O desenvolvimento da agilidade estratégica dará aos líderes a competência para reconhecer as mudanças de mercado que podem ser boas ou ruins para os negócios e implementar ou agir rapidamente sobre novas ideias.

flaps-strategy-run.png

FLAPS STRATEGY RUN

É uma metodologia para gestão, inspirada no Scrum©, que torna a estratégia de negócios adaptativa e evolutiva, contribuindo significativamente para que a Agilidade Estratégica seja adotada ao longo da organização a partir dos seus líderes.

 

Definindo as Aspirações Estratégicas do Negócio

As aspirações estratégicas do negócio são aquelas que alinham e inspiram as pessoas ao longo de toda a organização. São declaradas por meio de um Propósito Transformador Massivo, Visão, Missão, Valores e Princípios combinados com Temas Estratégicos para curto, médio e longo prazos, considerando os 3 horizontes do crescimento (H1, H2, H3).

Por meio da
Strategic Inception, um dos mecanismos do FLAPS, é possível construir um Planejamento e Alinhamento Estratégico para o negócio, resgatar e/ou estabelecer as aspirações estratégicas, identificar o ecossistema organizacional e ainda estabelecer um sistema de OKRs (Objectives & Key Results) estratégico, de forma colaborativa.

eacc-si-canvas-exemplo.png
 

Construindo Iniciativas Estratégicas para o Negócio

Com Aspirações Estratégicas claras, transparentes e adequadamente comunicadas, torna-se possível construir iniciativas estratégicas que acelerem a geração de valor para os negócios, de forma colaborativa e envolvendo o maior número de pessoas-chave da organização.

A
Strategic Ideation é outro mecanismo do FLAPS, inspirado nos Hackathons, para ideação estratégica que visa estimular a criatividade e inovação na construção de propostas de iniciativas estratégicas para os negócios.

Neste evento, estimulamos a colaboração de pessoas-chave de toda a organização, que se envolvem na construção e aprofundamento de ideias e iniciativas que visam contribuir para as estratégias de negócio, sejam elas incrementos nos produtos ou serviços, MVPs, inovações, mudanças, melhorias,, planos de negócio e outras iniciativas.

Fazendo uso da inteligência coletiva, tornamos a estratégia do negócio uma tarefa responsabilidade de todos, aumentando os níveis de comprometimento e motivação, estimulados pela co-criação e sentimento de pertencimento.

eacc-strategic-ideation-exemplo.png
 

Gerenciando um Backlog de Iniciativas Estratégicas

Um backlog estratégico é fundamental para permitir que a execução das iniciativas estratégicas estejam mapeadas e devidamente priorizadas para execução, de acordo com os interesses do negócio.

Diariamente novas iniciativas estratégicas surgem das diversas áreas de negócio da organização; periodicamente maratonas de ideação são realizadas; outras iniciativas são descartadas ou paralisadas, e um backlog estratégico lhe auxiliará na gestão dessas iniciativas.

Quais delas são urgentes? Quais tem uma data fixa para entrega? Quais delas devem seguir um curso normal de implementação? E quais ainda não temos um deadline, mas precisamos atuar?

FLAPS-STRATEGY-BACKLOG.png
 

Detalhando Iniciativas Estratégicas e Definindo Prioridades

Para que seja possível determinar de fato se uma ideia ou iniciativa contribui efetivamente ou não para os interesses estratégicos do negócio e, além disso, possamos determinar sua prioridade, o FLAPS sugere que para cada iniciativa seja construído um Business Case, e a partir dele seja possível decidir sob sua continuidade ou não.

São
6 templates de Business Case atualmente propostos: Solution Increment, MVP Vision, Innovation Vision, Change Plan, Business Plan, Services Plan e ainda é possível customizar seus modelos de acordo com suas necessidades.

Em cada Business Case são especificadas e detalhadas diversas informações em torno da iniciativa proposta, mas principalmente dados como justificativas, riscos, restrições, proposta de valor e contribuição estratégica são os fundamentais. 

O estudo de contribuição estratégica da iniciativa leva em considerações os OKRs e Aspirações Estratégicas existentes, além de cálculos de WSJF e ROI esperados, contribuindo decisivamente para a determinação das prioridades de execução.

fpm-mvp-vision.png
 

Tornando a Estratégia de Negócios Adaptativa e Evolutiva

A partir de um Backlog de Iniciativas Estratégicas priorizado e detalhado, fica mais fácil determinar o que deve e precisa ser feito pelas equipes visando acelerar a geração de valor para os negócios e consequentemente para os clientes.

Uma estratégia adaptativa e evolutiva, baseada no
Strategy Run, possibilita que sejam estabelecidos ciclos estratégicos de até 90 dias, no qual um determinado lote de iniciativas é selecionado para execução pelas equipes, levando em consideração as prioridades e interesses do negócio, e ainda seja construído um sistema de OKRs (Objective & Key Results) Táticos, para acompanhamento de resultados.

Ao longo desse ciclo, reuniões mensais de avaliação de resultados são realizadas, permitindo inspecionar e adaptar o Backlog de Iniciativas e ainda o Plano de Execução, avaliando os resultados alcançados até o momento, concomitantemente aos ciclos de OKRs.

Ao final do ciclo estratégico, uma revisão final de resultados é promovida (Review/Retrospective), resgatando pontos positivos, negativos, erros, falhas e aprendizados, dando condições de identificar oportunidades de melhoria e adaptação para os próximos ciclos.

Uma nova
Strategic Ideation pode ser realizada, bem como uma revisão ou refinamento do Backlog estratégico, sistema de OKRs Táticos, iniciando um novo ciclo estratégico, e assim sucessivamente.

 

Componentes para Agilidade Estratégica

Ser estrategicamente ágil significa:

“ser pioneiro ou o seguidor rápido quando de se trata de criar novos serviços, produtos e ofertas para clientes (internos ou externos)."

Líderes com agilidade estratégica podem ver e responder às mudanças mais rapidamente do que os rivais ou novos jogadores, permitindo sustentar o crescimento e melhor desempenho do negócio.

Líderes ágeis antecipam e lidam com o mundo
VUCA./BANI. Compreendem de fato os domínios para suas decisões com base no Cynefin. São corajosos e dispostos a assumir riscos calculados, fazer grandes apostas em busca de novas oportunidades, além de moldar ativamente o futuro.

Eles observam e identificam oportunidades emergentes, desenvolvendo e criando novas oportunidades de forma proativa e colaborativa.

EACC-Course-Aula8 (10).png

Antecipando

  • Mude o seu foco e comece a olhar além do estado atual imediato do negócio

  • Monitore ou revise sistematicamente às necessidades dos clientes e mercado

Monitorando

  • Fique por dentro das condições do mercado, mudanças e necessidades

  • Esteja atento às tendências e anomalias do ambiente interno e externo

  • Avalie dados, informações e identifique padrões (Data Driven)

Respondendo

  • Responda mais rapidamente às necessidades dos clientes do que seus concorrentes

  • Tome decisões com mais rapidez e eficiência

  • Antecipe possíveis cenários e determine se são necessários planos de contingência

Adaptando

  • Seja flexível e aberto para otimizar processos atendendo o mercado e os negócios

  • Ajuste a estrutura e o ambiente organizacional para lidar e atender a evolução do mercado que você atende

 

Competências Pessoais para Agilidade Estratégica

EACC-Course-Aula8 (11).png

Navegando pela Mudança

  • Esteja disposto a adotar e apoiar mudanças evolutivas continuamente

  • Seja um agente ativo e pro-ativo de mudanças

  • Veja e comunique claramente o objetivo final ou o resultado desejado que a mudança oferece ou facilita

Pensando Estrategicamente

  • Saia de uma mentalidade de operações e recue da ação do dia-a-dia apenas

  • Use o poder da observação para captar tendências e contribuir na geração de valor

  • Identifique quais forças estão em jogo e que podem contribuir, dificultar o impedir o sucesso

  • Alinhe seus planos e estratégias individuais com os interesses estratégicos mais amplos

  • Estabeleça resultados desejados, busque apoio e conceda autonomia para execução

  • Co-crie soluções

Ficando à vontade com o Risco

  • Tire a emoção do risco para ver as coisas com mais clareza

  • Entenda o risco pelo que ele é de fato

  • Veja o risco como outro ponto de decisão calculado (risco de fazer, risco de não fazer)

  • Entenda sua própria visão de risco e como isso afeta suas decisões ou preferências

  • Compartilhe decisões, riscos e responsabilidades

  • Planeje colaborativamente